[RP]Palace

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP]Palace

Mensagem por Taylor Allen Strauss em Dom Out 16, 2016 2:07 am

Palace
Thinking I would be right by your side


LOCAL: Piscina

PARTICIPANTES: Donatella Marie Burberry & Taylor Allen Strauss

HORA:17:00

STATUS: Fechada e livre
avatar
Taylor Allen Strauss
natação (u)

natação (u)

Mensagens : 52
Data de inscrição : 12/08/2016
Idade : 22
Localização : Procurando nemo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Donatella Marie Burberry em Dom Out 16, 2016 2:27 am

I am so Fab... Check it out! I'm blonde, I'mSkinny, I'm rich, and I'm a little bit of a Bitch.

Eu não costumo me arrepender do que eu faço, não mesmo. Na verdade, se qualquer pessoa um dia me perguntasse: "Donatella, você voltaria no tempo e mudaria alguma coisa?", eu responderia que não. Mas de vez em quando ter que agir conforme o roteiro era simplesmente ridículo e pesava na consciência, essa que eu pensava já ter perdido há muito tempo. Bem, eu estava errada. Desde que eu havia tombado com Taylor pelos corredores, eu não conseguia parar de pensar nele. Não havia o visto pela universidade e quando eu dava um jeito discreto de perguntar, ninguém sabia responder também.

O que eu havia aprendido com minha pequena investigação - ou o que Joseph havia me contado quando o mandei procurar sobre o rapaz - era que o garoto fazia parte do time de natação e que costumava treinar depois do horário de aulas. Aquilo era perfeito, já que o ginásio ficava praticamente vazio e seria ótimo para que eu pudesse conversar com ele, mesmo que eu não soubesse o que dizer. Donatella Burberry não se desculpa nem se arrepende, mas eu ainda queria poder olhar para ele para me certificar de que estava tudo bem... Por alguma razão. Mas mesmo que eu tivesse ido atrás do rapaz, não havia obtido sucesso em encontrá-lo e eu estava realmente ficando preocupada.

Eu estava desistindo, eu juro. Não estava acostumada a correr atrás das pessoas, mas eu estava passando nos corredores após o término das aulas e conversava com Genevieve pelo telefone quando escutei o barulho de água em movimento. E não vinha de longe. Minha agente falava sobre coisas realmente relevantes sobre a Burberry, sobre coleções novas e o que eu teria que resolver quando fosse para NY no final de semana, mas ela perdeu completamente minha atenção quando eu coloquei a cabeça pela fresta da porta de vidro e espiei para dentro da piscina. E ali estava ele: os mesmos cabelos castanhos, o mesmo corpo, agora molhado pela água. Nem deixei que a mulher encerrasse a ligação e guardei meu celular. Eu tinha outras prioridades.

Como eu esperava - e para a minha sorte - as arquibancadas estavam vazias e Taylor era o único nadador presente. O local era abafado e tinha cheiro terrível de cloro, mas tentei ignorar. Meu salto alto ecoava em bom som conforme eu andava sobre o chão de pedra e em primeira instância apenas observei enquanto o garoto dava suas braçadas e treinava de forma solitária. Deus, como ele é perfeito. Me peguei pensando enquanto via os músculos das suas costas se tensionando ao nadar. Não demorou para que eu me repreendesse pelos pensamentos.

-Hm-hm. -Limpei a garganta, tentando chamar por sua atenção. Quando consegui, abri um sorriso de canto, andando até um pouco mais perto da borda da piscina, evitando molhar meus Louboutin. -Eu não sei porque, mas temos que parar de nos encontrar sempre perto da água. Isso pode ser um problema pra mim.

Comentei em tom irônico, tentando agir como se nada tivesse acontecido entre nós há cinco dias na universidade.




CHECK IT OUT
I'M SO FAB! I'M BLONDE, I'M RICH.
avatar
Donatella Marie Burberry
populares (u)

populares (u)

Mensagens : 97
Data de inscrição : 16/09/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Taylor Allen Strauss em Dom Out 16, 2016 3:12 am



palacetake me everywhere you want
Depois de meu encontro com Alex, pensei que teria a melhor noite de minha vida e finalmente dormir tranquilamente. O único problema é que eu passei a noite em claro, pensando em tudo o que não deveria. E quando digo isso, quero dizer que passei a noite pensando naquela loira maldita que eu simplesmente odiava não conseguir odiar.

Sentei em minha cama, vendo o sol nascer lentamente por minha janela. Ver aquilo que iluminava e trazia vida ao mundo levantando-se perante aqueles prédios era simplesmente lindo e parecia me dar novas esperanças. Ainda não me via disposto para ir para a aula naquele dia, não estava bem para aquilo.

Com um suspiro, voltei a deitar na cama. Tinha emagrecido nos últimos dias por não ter comido nada além de barrinhas de cereal e bebido água ou vodka. Uma hora ou outra deveria voltar para meus treinos e aulas ou iriam me mandar para o psicólogo da faculdade e aquilo era a última coisa que queria.

O tempo parecia passar lentamente, como se o relógio estivesse contra mim. Consegui tirar um cochilo e, Deus, ela estava até mesmo em meus sonhos. Será que aquela garota simplesmente não podia me deixar em paz? Acordei ofegante, passando as mãos por minha testa suada.

Ao olhar a hora, levantei de minha cama. Teria que ir pro treino, fingir que estava tudo bem, mas não estava? Não, definitivamente não. Já esperava fortes repreensões da parte do meu treinador quando chegasse lá, aquele homem era insuportável.

Antes de me vestir, olhei meu rosto no espelho e eu estava simplesmente horrível. Tinha olheiras profundas, marcas de travesseiro em meu rosto e meu cabelo estava completamente desgrenhado. Não seria muito agradável se as pessoas me vissem daquela forma, mas aquela era a última coisa com a qual me importava no momento.

Dirigi-me até a piscina, encontrando todos os meus colegas de time ali. O som de seus corpos mergulhando me tranquilizava, aquele lugar… Eu o amava demais. Era a única coisa que ainda me dava esperança, essa que era perdida facilmente ao ouvir as reclamações daquele velho maldito.

Foi cerca de uma hora até que o treino terminasse, todos haviam ido embora. Todos, menos eu. Continuei nadando, compensando todo aquele tempo desperdiçado depois de minha crise. Tirando toda a agitação contida por dias em meu corpo.

Não demorou muito até que pudesse ouvir uma sequência de passos entrando no local, possivelmente uma garota vendo pelo lado de que claramente era alguém de salto, mas quem sabe? Havia acabado de pular da plataforma naquele momento, não poderia interromper meu nado pela chegada de alguém.

Assim que cheguei até a borda, saí de dentro da água. Enquanto tirava minha touca e meus óculos, pude ouvir uma voz que queria tanto ouvir, porém que ao mesmo tempo me trazia angústia. Fechei meus olhos com força, desejando que quando eu os abrisse tudo houvesse sido uma impressão minha.

Mas ela estava lá, parada com um lindo sorriso de canto e olhando diretamente para mim. Tive que reprimir um sorriso, aquilo que Donatella tinha feito não deveria ser tão facilmente perdoado. Eu não deveria ficar como um cachorrinho que era negligenciado pela dona e que lhe dá carinho quando essa lhe pede.

Arqueei uma sobrancelha, cruzando os braços e observando a garota com um olhar de desdém.

— O que faz aqui, Donatella? — perguntei secamente, dando ênfase em seu nome. Queria esconder o que sentia, queria reprimir a vontade de chorar ali mesmo.
avatar
Taylor Allen Strauss
natação (u)

natação (u)

Mensagens : 52
Data de inscrição : 12/08/2016
Idade : 22
Localização : Procurando nemo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Donatella Marie Burberry em Dom Out 16, 2016 3:27 am

I am so Fab... Check it out! I'm blonde, I'mSkinny, I'm rich, and I'm a little bit of a Bitch.

Eu não esperava um berro e fogos de artifício, mas ver Taylor de braços cruzados e me observando em desdém definitivamente me pegou de surpresa. Eu queria olhar para outro canto, talvez para a água ainda em movimento pelas braçadas do garoto, mas a verdade era que eu não conseguia desgrudar os olhos do seu rosto. Por mais que eu estivesse triste de ele estar com raiva de mim, eu estava aliviada por encontrá-lo em um pedaço só e teoricamente bem. Ele parecia um pouco mais magro, mas fora isso estava bem ok. Eu estava tendo que segurar fortemente a vontade que eu tinha de abraçá-lo forte.

-Hm, eu prefiro Colleen. -Falei em tom bem humorado, limpando a garganta quando não percebi mudança em seu temperamento. Dei de ombros, soltando um suspiro cansado. -Taylor, olha... Eu só queria ver se você estava bem, eu não queria que a gente tivesse se encontrado daquele jeito. É que tem tanta coisa acontecendo e você nem tem ideia.

Parei por um momento, massageando o cenho com minha mão, conforme olhava para o chão e pensava em como eu poderia começar a explicar pra ele quem eu era e tudo o que ele não sabia. Levaria anos e eu tinha certeza que minha vontade de contar era tão grande quanto o interesse mínimo do menino. Estávamos os dois cansados e eu sinceramente não queria machucá-lo de novo, não agora que ninguém assistia.

-Olha, meu nome não é Colleen e eu não curso arquitetura. -Falei simplesmente, por mais que minha natureza fosse continuar mentindo. Eu não podia fazer mais isso com ele. Aproximei alguns passos, tentando diminuir aos poucos os metros que nos separava. -Meu nome é Donatella Burberry e eu sou herdeira multimilionária de uma grife internacional. -Parei por um momento, impacientemente. Eu não queria acabar com a magia que havia criado entre mim e Taylor, eu não queria que ele me visse como as outras pessoas vissem. Se ele descobrisse que eu era Donatella, então ele iria descobrir quem ela é de verdade. -Olha, eu vou adorar te contar tudo, tudinho mesmo, mas você tem que entender que o que eu fiz não foi por mal. Infelizmente aquela cena ridícula foi necessária. Eu nunca pensei que iria ter que chamar alguém de "perdedor" quando a única coisa que eu queria era poder abraça-lo.

Respirei fundo, olhando nas orbes castanhas. Eu não conseguia me lembrar da última vez que eu havia sido tão sincera daquela forma e por mais que as palavras não tivessem saltado da minha boca, eu estava tentando me desculpar. Eu jamais queria passar por aquilo de novo, eu jamais gostaria de machucar Taylor. Ele tinha uma inocência, uma bondade que tinha que ser preservada e trancada a sete chaves. Ninguém nunca deveria fazer com aquele ser humano o que eu havia feito.

Ah, mas que se foda. Antes que meu corpo ou minha consciência pudesse berrar, avancei os passos que restavam em direção à Taylor e o puxei em um abraço forte, sequer ligando para o fato de ele estar bravo comigo ou não. Pousei ambas as mãos em suas bochechas e colei meus lábios aos dele com vontade, lhe dando um beijo estalado e rápido, afundando meu rosto contra seu pescoço em seguida. Soltei um suspiro pesado, ainda poiando a cabeça sob seu queixo. Me permiti sentir o perfume familiar.

-Você não é nada daquilo que eu disse. Me deixa te explicar tudo e eu juro que você não vai me odiar.



CHECK IT OUT
I'M SO FAB! I'M BLONDE, I'M RICH.
avatar
Donatella Marie Burberry
populares (u)

populares (u)

Mensagens : 97
Data de inscrição : 16/09/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Taylor Allen Strauss em Dom Out 16, 2016 4:07 am



palacetake me everywhere you want
Sua piada não teve muito efeito, permaneci sério e quieto esperando explicações. Ela parecia cansada e começou me dizer tudo, eu queria gritar. Como ela conseguia ter aquele efeito em mim? Como eu sequer havia cogitado de ficar com raiva dela? Descruzei meus braços, passando minha mão direita por minha nuca.

Via a loira massageando o cenho e aquilo ia me quebrando pouco a pouco. Ao começar a me explicar, ouvi tudo o que esperava ouvir. No mesmo dia do ocorrido, um amigo me contou tudo sobre ela e o quanto eu havia errado por ter mexido com a garota. Ora, não é como se ele se importasse de verdade. Provavelmente aquele imbecil só queria fofocar e cuidar da vida dos outros, era o melhor que conseguia fazer mesmo.

Era como se a máscara da garota estivesse quebrando-se em cacos no chão, não… Eu não chamaria de máscara, chamaria de armadura. Colleen havia sido uma armadura para ela no pouco tempo que estivemos juntos e acredito que toda a sua personalidade com um quê de patricinha dos filmes também.

— E eu nunca pensei que a única pessoa que eu tive o mínimo de envolvimento depois de um bom tempo iria me tratar daquela forma. — afirmei em um tom irônico, tentando não olhar para a loira.

Seu olhar sobre mim parecia me dominar, as orbes claras pareciam me invadir por completo. Ela se aproximava aos poucos, aquilo me assustava. Não iria me manter com aquela postura forte por muito tempo, eu não era daquela forma e nunca fui.

Antes que eu pudesse reagir, Donatella me beijou. Sentir os lábios dela novamente, nunca achei que seria uma sensação tão boa mesmo que houvesse sido um momento rápido e quase imperceptível. As lágrimas começaram a descer por meu rosto, merda.

Abracei seu corpo, passando minhas mãos por seus cabelos. Por que comigo? Dentre bilhões de pessoas por que eu?

— Porra. Eu odeio não conseguir te odiar de verdade. — murmurei, limpando as lágrimas. — Por que você consegue ter esse efeito em mim? Que merda.

Não sentia aquilo há tantos anos, tinha esquecido o quanto machucava e o quanto era bom. Parecia que ouvir aquilo vindo da garota tinha me animado tanto quanto eu conseguia fazer no passado. Eu estava bem fodido por causa daquilo.
avatar
Taylor Allen Strauss
natação (u)

natação (u)

Mensagens : 52
Data de inscrição : 12/08/2016
Idade : 22
Localização : Procurando nemo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Donatella Marie Burberry em Dom Out 16, 2016 1:25 pm

I am so Fab... Check it out! I'm blonde, I'mSkinny, I'm rich, and I'm a little bit of a Bitch.

A própria reação do corpo de Taylor já mostrava que ele não queria ficar bravo comigo. O garoto passou a mão na nuca, parecia inquieto e quando eu finalmente avancei para abraça-lo, ele não me afastou. Suspirei. Meu coração batia forte em meu peito e eu sentia uma sensação extremamente estranha, principalmente quando ele passou as mãos em meus cabelos, me envolvendo. O que é isso? Que porra de aperto é esse no meu peito? Por um momento pensei que poderia estar enfartando, mas não era nada do tipo. Era um aperto bom, bom e agoniante.

Eu era completamente leiga quando o assunto era sentimentos. Minha vida havia sido tão superficial a ponto de que meu próprio pai nunca havia dito que me amava. Digo, minha mãe era carinhosa, bondosa e sempre esteve comigo, sendo provavelmente o mais perto de amor que eu estive. Porém ela havia morrido e agora meu conceito de família era muito mais deformado, se tratando das minhas melhores amigas e meu guarda-costas que era como um irmão pra mim. Mas Taylor, Taylor me fazia sentir diferente, uma sensação muito diferente do amor que eu tinha pela minha família e aquilo era completamente intoxicante e viciante.

O problema é que eu não tinha ideia de como confortar as pessoas e quando vi que lágrimas desciam do seu rosto, me senti uma merda por ter as causado em primeiro lugar. Por alguma razão, minha primeira reação foi pousar as mãos em suas bochechas e enxuga-las com meus próprios dedos. Eu não queria vê-lo sofrer e por alguma razão também desconhecida, ver a dor em seu rosto causava dor em mim. Mas que porra...?

-Alguém não conseguir me odiar é uma primeira, eu garanto. -Falei em tom irônico, abrindo um sorriso de canto. Mordi o lábio, sentindo certo desconforto. -Para de chorar, por favor.

Quase implorei, o apertando para um novo abraço apertado. O corpo de Taylor tinha efeito eletrizante sobre o meu, algo inexplicável. Soltei um suspiro abafado, sem saber ao certo como agir. Eu estava definitivamente perdida.

-Eu quero que você entenda tudo, de verdade. -Falei baixinho, me afastando dele e abrindo um sorriso de canto. -Eu só preciso que você tente entender o meu lado, ok? Por que não saímos daqui?

Perguntei quando percebi movimentação no local. Me afastei do rapaz e desviei os olhares, me sentindo completamente sem graça. Meu apartamento estaria vazio naquele horário e eu poderia de fato me sentar com Taylor e contar tudo para ele, desmistificar toda a história da terrível Donatella, as histórias que ninguém de fato conhecia. E mais importante: sem interrupções.



CHECK IT OUT
I'M SO FAB! I'M BLONDE, I'M RICH.
avatar
Donatella Marie Burberry
populares (u)

populares (u)

Mensagens : 97
Data de inscrição : 16/09/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Taylor Allen Strauss em Dom Out 16, 2016 9:37 pm



palacetake me everywhere you want

As mãos da loira pousaram em meu rosto, limpando minhas lágrimas. Me sentia horrível por desabar na frente de alguém, principalmente de Donatella. Por algum motivo lembrei-me dos filmes de romance que assistia as vezes, por que minha vida amorosa não era um? Lá não acontecia daquela forma, era como se tudo fosse ótimo.

Sinceramente? Não entendia o que sentia pela garota, mas com certeza não era algo ruim. Gostava de seu sorriso, de sua voz. Obviamente ela tinha seus defeitos assim como eu, mas qual seria a graça se não tivesse? Para mim ter sentimentos como aqueles parecia-me algo totalmente novo, inédito.

Fui capaz de soltar uma risada baixa, sentindo-me aliviado por estar falando com ela após aquele incidente. Sequei minhas lágrimas ao ouvir a garota praticamente implorar para que eu parasse de chorar, sorrindo de um jeito fraco em sua direção.

Retribuí seu abraço, me agradava sentir o toque de Donatella, era como se tudo dentro de mim se sentisse aquecido com um simples encostar de corpos. Acariciei seu rosto com meu polegar assim que ela se afastou assentindo com a cabeça para tudo o que dizia.

— Eu vou tentar por mais difícil que seja. — lhe disse com firmeza, afinal, era a verdade. Tudo acontecia por algum motivo, as pessoas agiam de um modo porque tinham uma razão para isso. Qual seria a dela? — Depois a gente decide aonde vai.

Minha última fala saiu como um sussurro. O movimento era aparente e nos fez desviar os olhares, cerrei os punhos sem utilizar de muita força enquanto observava um ponto fixo no chão. Felizmente, era só um alarme falso.

Levantei de onde estava com um pulo, virando-me para Donna e estendendo uma mão para que ela se levantasse. Me afastei um pouco, indo procurar algo dentro de minha mochila e tirando uma caneta juntamente com meu caderno de projetos, arrancando uma folha dele.

— Te encontro daqui a pouco. — Escrevi o número de meu telefone no papel e entreguei para a loira. — Pronto, esse é meu número. Qualquer coisa é só me ligar ou me mandar uma mensagem dizendo pra onde quer ir, posso ir até pro inferno.

Dei um beijo rápido em seu rosto, pegando minhas coisas e correndo até o vestiário. Aquela definitivamente seria uma noite longa e, provavelmente, bem interessante.

RP ENCERRADA
avatar
Taylor Allen Strauss
natação (u)

natação (u)

Mensagens : 52
Data de inscrição : 12/08/2016
Idade : 22
Localização : Procurando nemo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP]Palace

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum