[RP] Hope It Gives you Hell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Sage L. Hathaway em Dom Jul 03, 2016 6:42 pm

FUCK YOU ANYWAY


NOME DA RP: Hope it gives you hell.
PARTICIPANTES: Sage L. Hathaway, Calliope Aisha El-Hashem
LOCAL: Residência dos Hathaway.
STATUS: Em andamento.
INTERAÇÃO: RP Fechada para outros usuários.



You messed with the wrong blondie, motherfucker
OH YEAH? GAME ON, BITCH


avatar
Sage L. Hathaway
volei (u)

volei (u)

Mensagens : 48
Data de inscrição : 26/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Sage L. Hathaway em Dom Jul 03, 2016 7:15 pm

You suck anyway
Não. Não. Não. Não. Não. NÃO. NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO NÃO. Eu queria gritar. Na verdade, eu estava gritando a tanto tempo que talvez os vizinhos tivessem chamado a polícia se meu pai não fosse o maldito xerife. FILHO DE UMA PUTA. Meu peito queimava, minha cabeça girava e eu não sabia o que fazer. Eu estava entrando em combustão e tudo por causa dele e uma prostituta qualquer que ele havia arrumado em minha universidade. Ela tinha a minha idade. Ou dois ou três anos mais velha, mas eu não ligava. Aquilo era doente, nojento e naquele segundo todo o respeito que eu tinha por James havia morrido. Sim. James. Porque eu recusaria chamar um monstro de pai.

Eu já havia derrubado todos os quadros da parede e jogado minha escrivaninha no chão. Meu ódio era tanto que as lágrimas já haviam até secado e eu me sentia em automático. Eu vou matar alguém. Minha respiração era alta e eu jogava todas as roupas do meu armário para dentro da minha mochila. Eu não ia ficar dentro daquela casa, não mais. Eu preferia ser estuprada e esquartejada por quinze assassinos do que morar junto com ele. Eu queria mais que ele se fodesse mesmo, e bem longe de mim.

-PUTA QUE PARIU, CARALHO, PORRA, CACETE!

Joguei todos os palavrões que eu havia segurado a vida toda dentro de mim e me senti acalmar por isso um pouco. Sempre amei sua mãe e sempre amarei. Seremos sempre eu e você Sage, e ninguém mais. Ah, tá bom. Mentiroso. Minhas mãos estavam trêmulas conforme eu jogava meus pertences dentro de sacolas e a porta trancada fazia o favor de barrar qualquer pessoa de mim. Calliope já estava a seu caminho e esse era o lado bom. Eu estaria fora daquele inferno e nunca mais seria a menininha de ninguém. Eu ia fazer, viver e pensar como eu quisesse, e estava pouco me fodendo para o que os outros pensavam.

Sage, seja isso. Sage, faça aquilo. Minha vida toda foi ditada por um homem, a vida toda eu tentei ser a filha perfeita, certinha, cuidadosa e carinhosa que ele quis. Eu preenchi o papel de mãe, eu o ajudava com as tarefas da casa, eu tinha minha vida acadêmica perfeita e era sempre tranquila. Agora? Foda-se. Meu ódio era tão grande que seria capaz de alimentar uma cidade inteira e eu iria embora sem olhar para trás. Meu pai sabia que eu estava trancada em meu quarto e que não ficaria mais um minuto ali. Foi o ouvir das buzinadas de Calliope que me fez pegar todas as minhas malas já prontas e jogar da janela.

Não senti um pingo de dor. Pulei do parapeito em direção à árvore e a escalei até o jardim, pegando todas as minhas coisas e marchando em passos pesados em direção ao conversível da minha melhor amiga. Joguei meus pertences no banco de trás e então abri a porta, dando um oi para a morena. EU estava vermelha. Nem um mero sorriso. Meu estado de espírito era pior que o de Hitler.

-Ainda bem que você veio me tirar desse inferno. Vamos dar o fora daqui, por favor.

Falei em tom frio, me sentando no carro. Eu sequer me incomodei em olhar para trás.

VESTINDO
I hope you go to hell: you and your slut


You messed with the wrong blondie, motherfucker
OH YEAH? GAME ON, BITCH


avatar
Sage L. Hathaway
volei (u)

volei (u)

Mensagens : 48
Data de inscrição : 26/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Calliope Aisha El-Hashem em Dom Jul 03, 2016 7:47 pm

change of habit


A voz de Sage pelo telefone não era a melhor. Eu segurava o aparelho com o meu ombro, enquanto pegava minha carteira e minhas chaves, logo enfiando o primeiro tênis que eu vi em minha frente e corri para fora do meu quarto. Eu já tinha conversado com a garota que dormia comigo, e agora Sage seria minha nova companheira de espaço. Minha amiga gritava do outro lado do telefone, e eu conseguia ouvir as portas do seu armário batendo, até que ela precisou desligar para terminar de colocar suas coisas na bolsa. Se eu seria presa por talvez ser cúmplice de uma menor fugindo de casa? Sim. Se eu ligava? Não.

Meus pés corriam como se não houvesse amanhã, e eu pulei dentro do carro, acelerando para sua casa. Pelo o que eu tinha tentado entender pela nossa conversa no telefone, seu pai tinha arrumado uma garota muito mais nova para namorar, e Sage não tinha ficado feliz com aquilo. Eu quero dizer, quem ficaria? Eu não podia e nem queria tirar sua razão. Em exatos sete minutos eu cheguei na casa da minha amiga e buzinei duas vezes, abrindo a janela na hora que ela jogou sua bolsa pela janela. Com tudo o que estava acontecendo, eu decidi relevar o sapato que a garota estava usando e esperei que ela entrasse no carro para então sair com ele.

-Olha, eu subi essa árvore até que rápido, mas nunca vi ninguém descer tão rápido. -Olhei para minha amiga oferecendo um sorriso e dei um suspiro ao ver seu semblante raivoso. -Para onde você quer ir? Faculdade? Montanha-russa? Os rochedos? Um bar? Você que manda, estou a sua mercê hoje.

As ruas passavam por nós, e eu não fazia nenhum caminho exato, eu apenas dirigia pelas ruas que eu podia ir. Nessa cidade, qualquer estrada dava na mesma, então não interessava muito para onde íamos. Parei no sinal e olhei mais uma vez para Sage, lhe oferecendo um leve sorriso enquanto esperava sua resposta.

-Olha, -Comecei a falar antes que ele pudesse me responder. -Eu não vou te levar para nosso quarto para você quebrar tudo. Então, se precisar gritar, vamos nos rochedos ou para uma montanha russa. Se quiser beber, vamos para o bar. Se precisar bater em alguém, eu te levo para um ringue de luta. Se quiser conversar, nós vamos comer alguma coisa e conversamos.

O sinal alertou a cor verde, e eu voltei a dirigir calmamente pelas ruas de Burkitsville.

sage x VESTINDO x changes


layla ♣


i call the shots, darling
avatar
Calliope Aisha El-Hashem
lacrosse (u)

lacrosse (u)

Mensagens : 155
Data de inscrição : 22/06/2016
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Sage L. Hathaway em Dom Jul 03, 2016 8:13 pm

You suck anyway
Um suspiro de alívio deixou meus lábios quando Calliope pisou no acelerador, deixando para trás a imagem da casa e qualquer desgraça dentro dela. Eu me senti livre, como se conseguisse respirar e então soltei um longo suspiro, tentando ao máximo me acalmar. Minha amiga tentava se suceder nessa missão também. Me perguntou para onde eu gostaria de ir, o que eu gostaria de fazer, mas a verdade era que eu não tinha ideia. Mais do que nunca eu me sentia perdida.

Calliope começou a listar lugares que poderíamos ir e minha mente foi analisando cada um deles, sendo chamada atenção por um especial. Eu não bebia. Eu odiava o gosto e não colocava uma gota de álcool na boca sequer, mas aquela era a velha Sage. Era a Sage que se preocupava com seu futuro, família e bem estar. A Sage atual? Ela queria mais que o mundo explodisse. Antes que Calliope pudesse passar a entrada, apontei para a rua que se esvaía da principal. Era para lá que íamos:

-Bar, definitivamente. Mas antes precisamos parar num ATM. -Pedi conforme o carro da minha amiga parava na frente do banco. Eu não esperava que meu pai fosse me deixar sem dinheiro, mas em qualquer caso eu tinha que me prevenir. Fui até o caixa eletrônico e então saquei uma quantia de mil dólares da minha conta corrente de dois cartões diferentes. Pelo menos eu sabia que esse dinheiro James não gastaria com a sua puta. -Pronto. -Anunciei, guardando o dinheiro e então pulando de volta para o conversível da minha melhor amiga.


Nossa próxima parada foi o bar. Eu nunca havia pisado o pé naquele local, mas eu não posso dizer que não gostei do que vi. Uma mesa de sinuca, um enorme balcão e jovens - todos mais velhos do que Callipe e eu - compunham a visão de um local que senti estar perdendo por nunca conhecer. Minhas roupas não eram as mais estilosas, mas eu não dava a mínima. Peguei na bolsa uma ID falsa que Brandon havia feito para mim, mas que nunca tive a chance de usar. Agora era a hora.

-Dois shots de tequila. Duplos. -Pedi para o homem atrás do balcão, abrindo um sorriso para minha amiga morena. -E depois eu quero jogar sinuca.

VESTINDO
I hope you go to hell: you and your slut


You messed with the wrong blondie, motherfucker
OH YEAH? GAME ON, BITCH


avatar
Sage L. Hathaway
volei (u)

volei (u)

Mensagens : 48
Data de inscrição : 26/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Calliope Aisha El-Hashem em Dom Jul 03, 2016 8:45 pm

change of habit


Eu apenas assenti quando minha amiga falou sobre o caixa rápido, e eu parei uma esquina antes do bar para que ela pudesse tirar o dinheiro. Eu me mantive no carro e peguei o batom vermelho que estava no porta luvas e o passei nos lábios. Sage saiu do local e entrou de volta no carro, e eu simplesmente corri mais um quarteirão, estacionando na frente do bar. Desliguei o carro e nós entramos no estabelecimento, e eu abri um sorriso para o homem mais velho atrás da bancada. O Duck's era o local que eu comprava os barris de cerveja para as festas, e ele sempre me dava desconto quando eu vinha aqui.

-E aí, Duck! -Falei com o homem rapidamente e voltei para o lado de minha amiga, que já tinha pedido nossos shots. Meus olhos foram dos copos para ela e eu dei de ombros. -Que deus me ajude a te levar para nossa nova casa hoje. -Segurei o braço de minha amiga antes que ela pudesse tomar a bebida e virei de frente para ela, pegando meu próprio copo. -Acima, abaixo, al centro, al dentro.

Fiz os movimentos e esperei que ela os seguisse. Abri um sorriso e coloquei o líquido dourado para dentro, pegando um limão e logo o colocando na boca. Devolvi os copos para a atendente e agradeci a mesma. Na mesma hora, uma mesa ficou vaga e eu peguei a mão de Sage, a puxando para ela. Lhe entreguei um taco e coloquei o meu entre as pernas, enquanto arrumava as bolas dentro do triângulo.

"As garotas se importam se jogarmos também?"

Os dois morenos abriram um sorriso, e eu olhei para Sage, os imitando. Eu já tinha os visto rodando pela faculdade, mas com certeza nunca tinha falado com eles. Ou tinha? Não importa. Dei de ombros e retirei o molde, pegando o taco novamente em minhas mãos.

-Claro, porque não. Meninas contra meninos. Isso vai ser interessante. -Apontei para a mesa, oferecendo para os mesmos que começassem o jogo. O que tinha uma jaqueta de couro me abriu um sorriso e passou por mim, pegando seu taco e encostando na mesa. -Primeiro as damas.

Juntei as sobrancelhas e deixei que Sage desse a primeira tacada. Enquanto isso, dei alguns passos até o bar e pedi duas cervejas, dando o gole em uma e oferecendo outra para Sage.

sage x VESTINDO x changes


layla ♣


i call the shots, darling
avatar
Calliope Aisha El-Hashem
lacrosse (u)

lacrosse (u)

Mensagens : 155
Data de inscrição : 22/06/2016
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Sage L. Hathaway em Dom Jul 03, 2016 9:05 pm

You suck anyway
Eu nunca havia dado um shot. E foi péssimo. O gosto era horrível, o cheiro era pior e quando engoli o líquido, ele queimou do meu esôfago até o estômago, fazendo com que eu fizesse uma careta e quase vomitasse. Chupei o limão com vontade e então pedi mais um para o garçom chamado Duck hue, repetindo do ritual a quase passando mal. Finalmente dei atenção para a minha amiga quando ela me chamou para me aproximar da mesa de sinuca.

Eu não entendia qual era a graça de beber, eu me sentia perfeitamente normal. Consegui identificar a música Come Together soando nos alto falantes e peguei um dos tacos enquanto a morena arrumava as bolas. Eu adorava sinuca. Eu jogava sempre com meus amigos no Texas em uma pizzaria que costumávamos frequentar e era - modéstia parte - muito boa no jogo. Abri um sorriso para Calls, pronta para dar minha primeira tacada quando fomos abordadas por dois homens que se aproximaram. Ergui uma sobrancelha quando perguntaram se podiam jogar conosco.

-Meninas contra meninos? -Olhei para Calliope, dando de ombros. -Ok.

Me movi quando eles disseram que poderíamos começar primeiro e então me concentrei para atirar a bola branca e estourar bem o triângulo do outro lado da mesa. A força calculada causou baque suficiente para a bola 3, posicionada em uma das pontas, cair dentro da caçapa, fazendo um ponto. Abri um sorriso, piscando para minha melhor amiga.

-Isso vai ser moleza.

Me preparei para a próxima jogada e então bati a bola branca contra a bola 13, a posicionando próxima da caçapa do canto para uma jogada futura. Abri um sorriso para um dos meninos que havia se juntado à nós e roubei a cerveja de suas mãos conforme o seu amigo se preparava para a jogada. Dei um gole na bebida e então lhe devolvi. Ponto do garoto de jaqueta de couro.

-Bela jogada. Mas sabem que vamos ganhar, certo?

Pisquei para ele, conforme o amigo da cerveja erguia uma sobrancelha para mim e abria um sorriso irônico.

-Isso nós vamos ver. -Piscou. -Tyler.

-Sage.

Cumprimentei, tomando um novo gole da cerveja em suas mãos.


VESTINDO
I hope you go to hell: you and your slut


You messed with the wrong blondie, motherfucker
OH YEAH? GAME ON, BITCH


avatar
Sage L. Hathaway
volei (u)

volei (u)

Mensagens : 48
Data de inscrição : 26/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Calliope Aisha El-Hashem em Dom Jul 03, 2016 10:12 pm

change of habit


Antes que eu pudesse entregar a cerveja para minha amiga, o garoto apareceu em minha frente, e eu apenas revirei os olhos. Seu amigo apareceu ao meu lado e abriu um sorriso, me perguntando se eu iria beber as duas. Abri um sorriso para ele e lhe entreguei a garrafa, esperando que seu amigo terminasse de fazer a jogada a qual, felizmente, errou rudemente.

-Nossa, a bola estava na caçapa. -Terminei de passar o giz em minha mão e andei até o lado mais largo da mesa, procedendo em bater a bola branca na bolinha de número 11, que rolou até a extremidade da caçapa e entrou. -Ótimo.

"Vocês estudam em Burkitsville, não é mesmo?"

Assenti para o garoto de blusa azul e procedi em bater a bola branca na bolinha de número 1, que bateu contra a parede e retrocedeu um pouco. Bati o taco no chão e peguei minha cerveja, dando um gole nela.

-Eu achei que tinha visto vocês lá. Sou Calliope.

"Joshua."

Levantei a cerveja para ele e dei um gole, enquanto olhava o garoto fazer sua jogada. Ele era até que uma gracinha, e eu me apoiei na mesinha alta que tinha ali. Tyler, o menino que tinha se apresentado para Sage olhou em minha direção e estalou os dedos, como se lembrasse de onde eu vinha.

"Você é a garota que está no time de Lacrosse, não é? Não entendo vocês meninas, ficam no meio de um monte de homens e depois reclamam quando pegamos vocês contra os armários e transamos. Depois reclamam que é estrupo."

Meus olhos se arregalaram, e Joshua levantou tão rápido que perdeu a tacada. Coloquei a cerveja sobre a mesa e dei um longo suspiro, olhando para o garoto que eu já tinha me arrependido de deixar jogar conosco. Minha mão apertou em volta do taco, e Tyler foi para o lado de seu amigo.

"Vamos, Sage, é sua vez."

-Querido, se a garota, no meio da pegação falar que não quer mais, é estupro.

"Na verdade, muitas vezes, é uma de vocês querendo fazer graça e cu doce. Só isso."

Eu levantei uma sobrancelha e coloquei o taco de volta de onde eu tinha pego. Nós podíamos esperar mais uma rodada para jogar. Eu não me importava. Só estava com nojo de continuar ali. Peguei minha cerveja, minha carteira e minhas chaves e passei por Sage, indo para o bar.

-Vamos, Sage, não sou obrigada a ouvir esse tipo de coisa, muito menos ter que olhar para a cara de alguém assim.

Sinceramente? Eu já tinha ouvido tanta coisa na rua, na faculdade e em vídeos que eu não ligava mais. Eu apenas me retirava. Se fosse uma menina falando, eu com certeza sentaria com ela, e tentaria conversar. Mas se tem uma coisa que eu sei é que nenhuma mulher falaria aquilo para mim. Quando percebi que Sage não estava me seguindo, olhei para trás e, vendo que minha amiga tinha começado a discutir com o menino de jaqueta de couro, comecei a voltar para o seu lado o mais rápido possível.

-Sage?

sage x VESTINDO x changes


layla ♣


i call the shots, darling
avatar
Calliope Aisha El-Hashem
lacrosse (u)

lacrosse (u)

Mensagens : 155
Data de inscrição : 22/06/2016
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Sage L. Hathaway em Dom Jul 03, 2016 10:36 pm

You suck anyway
Ok, Sage. Até agora as coisas estão indo bem. Eu não sabia quem era o filho da puta irônico que tinha controle da minha vida, mas no momento em que aquele pensamento passou pela minha mente, tudo começou a dar errado de forma desastrosa. Primeiro Tyler errou uma jogada ridícula e fez com que eu desse risada, o que pareceu não deixá-lo muito feliz. Calliope jogou e matou uma bola, batendo na bola um por acidente em sua segunda rodada, o que deu ponto para os meninos do time adversário. O amigo de Tyler se preparou para fazer sua tacada e foi quando o imbecil que era muito mais atraente de boca fechada começou a falar. Eu tive que piscar algumas vezes, tentando raciocinar se eu estava entendendo certo.

"Vamos, Sage, é sua vez." Ouvi o amigo de Tyler chamar, mas estava cagando pro que ele dizia. Eu apenas segurava o taco e encarava atônita o menino mais velho, achando seu discurso de estuprador simplesmente o máximo. Aquilo era real? Ele estava brincando? Senti meu estômago se embrulhar quando Calliope finalmente pegou suas coisas e falou que queria ir embora. Por que nós tínhamos que ir embora? Por que aqueles porcos não eram os que deviam deixar o bar?

-Nós não vamos a lugar algum, Calliope. Vamos educadamente pedir para nossos colegas se retirarem. -Falei, abrindo um sorriso cínico para os meninos. Eu não sei bem que parte da minha frase foi uma piada, mas Tyler caiu na gargalhada no segundo seguinte. Ergui uma sobrancelha, sentindo minha paciência (que já era pouca) ir se esgotando. -Qual é a graça?

-Por que nós iríamos sair, princesa? Pensei que fossem ganhar.

-Eu estava até disposta a jogar com vocês, mas só vi agora a placa que diz que não é permitida a entrada de animais. Não sou de desrespeitar as regras. Vocês tem que sair.

O garoto ergueu uma sobrancelha e então olhou para seu amigo que cruzou os braços. O colega de Tyler não parecia compactuar muito com as ideias hediondas do menino, mas ele não se manifestar fazia dele tão ruim ou até mesmo pior do que o babaca que me olhava com uma expressão ridiculamente irritante. Ele balançou a cabeça negativamente por fim, dando de ombros.

-Vocês se estressam com tão pouco! É só minha opinião. Eu acho que se mulher não quer transar, então não tem que usar roupa curta ou sair de casa. Depois o cara tem a ideia errada e ele que é o culpado.

-Você consegue escutar o que você diz?! Se uma mulher estiver PELADA na sua frente e ela não quiser mais transar com você, você não tem direito de forçar ela a fazer nada. -Tentei explicar, por mais que meu tom não tenha sido o mais paciente. Eu realmente não estava gostando do rumo daquela conversa. -E talvez se você pensasse um pouco menos com seu pinto e um pouco mais com cérebro, você entenderia isso.

De novo ele deu risada e me perguntei se eu tinha alguma pintura de palhaço em minha cara ou algo do tipo. Dessa vez eu ergui uma sobrancelha e olhei para o menino que olhava em volta, como se estivesse em meio a um show de piadas e estivesse adorando. Eu já não estava em meu melhor dia, então não apreciei muito o gesto.

-Se uma mulher estiver pelada na minha frente, é óbvio que eu vou foder ela. -Ele deu de ombros, aproximando um passo de mim. Senti meu coração disparar quando ele se curvou e senti seus lábios roçarem em minha orelha. Tentei empurrar, mas ele era mais forte. -Esse seu shortinho, aliás... Belas pernas.

Eu congelei. Eu estava morrendo de nojo e mal deu tempo do amigo de Tyler soltar um "cara", para ele se afastar de mim.

-Tyler, me solta.

Mandei, mas o homem soltou uma risadinha no pé da minha orelha e então me puxou mais para perto, apoiando a mão em minha bunda e apertando o local. Senti meu estômago embrulhar e então meu corpo foi tomado pela adrenalina. Sem pensar duas vezes, fechei as mãos em um punho e depositei um belo soco no meio do nariz do rapaz, fazendo com que ele se afastasse. Um, dois passos e a distância perfeita: Antes que pudesse me dar conta, o taco em minhas mãos batia fortemente contra a cabeça dele, fazendo com que ele cambaleasse para trás e então caísse no chão. Seu nariz sangrava e agora um corte em sua cabeça também. Larguei o taco no chão, arregalando os olhos quando ele se sentou e me fitou em total ódio.

-Ora sua...

O tumulto foi notado e todos os olhos caíram em nós. Agarrei a garrafa de cerveja e então quebrei na cabeça dele quando ele tentou realmente me dar um soco e senti meu corpo ser puxado para trás enquanto os braços fortes do barman me prendiam, fazendo com que meus pés saíssem do chão e eu me debatesse tentando avançar no idiota que havia acabado de me assediar. Tyler também foi segurado por outros caras do bar e insistia em me chamar de nomes ofensivos que não consegui ouvir porque meus ouvidos apitavam de raiva.

-Seu filho de uma puta! Me solta! Eu vou matar esse idiota de pinto pequeno! Isso ainda não acabou!

E antes que eu pudesse sequer me dar conta, Calliope e eu estávamos do lado de fora do bar. Peguei a mão da minha amiga e então disparei rua afora, pulando dentro do seu carro enquanto ela dirigia o mais rápido possível para longe dali. Meu rosto estava molhado pelas lágrimas de adrenalina e meu coração batia muito forte. Eu havia acabado de quebrar um taco na cabeça de um cara. E uma garrafa. Meus soluços começaram a ser substituídos por gargalhadas conforme eu sentia uma sensação incrível me tomar. Olhei para Calliope com os olhos brilhando, enxugando minhas lágrimas com as costas da mão.

-Vamos comer alguma coisa? Eu pago.

Falei, levantando e mostrando a carteira preta de Tyler, que eu havia acabado de furtar em meio ao tumulto. Pelo menos ele serviria para um bom lanche.

VESTINDO
I hope you go to hell: you and your slut


You messed with the wrong blondie, motherfucker
OH YEAH? GAME ON, BITCH


avatar
Sage L. Hathaway
volei (u)

volei (u)

Mensagens : 48
Data de inscrição : 26/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Calliope Aisha El-Hashem em Dom Jul 03, 2016 11:24 pm

change of habit


Ver a minha amiga se defendendo por ela mesma era uma das coisas mais lindas que eu já tinha visto em algum tempo. Tyler só falava cada vez mais bosta e eu conseguia ver a cor escarlate subir ao rosto da minha amiga. Ok, até agora ele não tinha encostado nela pelo menos. Joshua parecia um pombo tonto sem ao menos falar para o seu amigo o quanto machista ele estava sendo. Olhei para o garoto e neguei com a cabeça. Porém, o clima de discussão não ficou muito tempo no ar, já que Tyler tinha decidido que seria uma boa ideia abusar da garota, na frente de todos.

Eu fui andar para cima de Tyler, e Joshua me segurou pelo braço, me puxando dos dois para perto. O lugar que ele me segurava doía e eu levantei a mão, me virando e desferindo um tapa em seu rosto, que fez o garoto me soltar e levar a mão ao rosto. Cerrei os olhos para ele e levantei um dedo em seu rosto.

-Encoste em mim mais uma vez e eu juro que eu quebro seus dedos.

E foi então que Tyler caiu ao seu lado. Nossas cabeças viraram e eu olhei para a minha amiga que tinha soltado o taco. Ela bateu nele com um taco?! O sorriso surgiu em meu rosto e logo sumiu quando eu vi o mais velho se levantando, gritei o nome de minha amiga e ela pegou a garrafa de cerveja, quebrando na cabeça dele. Peguei a chave em minha mão e agarrei a outra que Sage tinha pego, e nós duas corremos do bar para o meu carro como se não houvesse amanhã.

Ao entrar no carro, eu vi o rosto da minha amiga com lágrimas e eu liguei o carro, saindo com a velocidade total que meu carro conseguia fazer. Antes que eu pudesse perguntar se ela estava bem, a loira caiu na risada, e eu também. Meu deus. O que tinha acabado de acontecer ali?

-Eu vou ligar para minha advogada, e também vou perguntar para o Duck quem eram aqueles babacas! Eles não vão mais aparecer naquele bar. -Olhei pelo retrovisor e quando vi que estávamos longe, diminuí a velocidade. Olhei para a carteira na mão da minha amiga e levantei a minha própria mão em um hi-5, soltando uma risada. -Restaurante é então.

Estacionei o carro na frente do restaurante e saímos. Era um daqueles lugares que serviam de tudo, e também um dos meus locais preferidos para comer. Abri um sorriso para a garçonete e nos sentamos em uma mesa perto da janela.

-Me conte, como está a bebida? Nunca vi ninguém que nunca tinha bebido antes ficar tão bem com dois shots de tequila na cabeça.

sage x VESTINDO x changes


layla ♣


i call the shots, darling
avatar
Calliope Aisha El-Hashem
lacrosse (u)

lacrosse (u)

Mensagens : 155
Data de inscrição : 22/06/2016
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Sage L. Hathaway em Sex Jul 08, 2016 11:04 pm

You suck anyway
Meus olhos se arregalaram no minuto em que ouvi Calliope falando em ligar para um advogado. O QUE? Balancei a cabeça negativamente para minha amiga e fiz um sinal de "péssima ideia". E realmente era. Naquele momento, eu era tudo, menos protegida pela lei.

-Não faça isso, pelo amor de Deus! Digo, ok, os caras eram dois babacas, mas eu bati em um deles com um taco de sinuca e uma garrafa, roubei a carteira e ainda fugi. Além disso, sou uma menor foragida da minha casa. Acredite: não quer envolver direitos nisso.

Soltei uma risada gostosa conforme o carro voava pelo asfalto e o vendo penteava meus cabelos. Eu simplesmente amava o conversível de Calliope e se fosse ter um carro, gostaria de algo do tipo. Era definitivamente o meu tipo também. Não demorou para que o Calliope Mobile parasse na frente de uma lanchonete charmosa que fez com que um sorriso se formasse no meu rosto. Eu gostaria de ter ficado um pouco mais no bar se não tivéssemos sido tiradas de lá a força. Eles tinham um cardápio que parecia suculento.

Minha amiga, eu e minhas botas de pantufas caminhamos em direção a uma mesa para dois conforme uma garçonete vinha nos atender. Peguei o cardápio sentindo minha cabeça doer um pouco. Minha visão estava um pouco estranha e eu sentia minha cabeça pesada e leve ao mesmo tempo. O que está acontecendo? Eu demorei um pouco para entender que minha amiga falava comigo e quando finalmente escutei suas palavras, uma risadinha desesperada saiu dos meus lábios. Eu saberia o que é estar bêbada de qualquer forma? Não.

-Eu acho que não estou bem, eu tentei matar um cara há cinco minutos! -Dei risada em seguida, escolhendo um enorme copo de Coca-Cola e um hambúrguer vegetariano. Soltei um suspiro, olhando para a morena em seguida. -Eu não sei se consigo fazer isso, Calliope. Como eu vou conseguir vê-la na faculdade?

Apoiei a cabeça nas mãos, segurando os cabelos entre os dedos. Eu não havia introduzido o assunto para Calliope, mas imaginei que ela se ligasse que eu estava falando sobre a mais nova prostituta do meu pai. Dezenove anos. Aquilo era uma palhaçada. Olhei em desespero para a garçonete, quase num sinal silencioso para que elas buscasse as comidas o quanto antes. Senti um embrulho chato em meu estômago.

-Margo. Sabe quem é? Ugh! Que nojo dela! Ela é a vagabunda que está transando com o meu pai. -Falei em tom enojado, tendo uma ideia repentina logo em seguida. Um sorriso se abriu em meu rosto conforme subi no banco do restaurante, chamando a atenção de todos os presentes. -Senhoras e senhores! Eu gostaria de fazer um rápido anúncio, se me permitirem...! Eu gostaria de dizer que nosso querido James Hathaeay, o xerife, está enfiando o pau dele na periquita de uma menina de dezenove anos. E ele tem quase cinquenta! Lindo, não é mesmo? O XERIFE ESTÁ TRANSANDO COM Margo Bärøhr Wrignhärdt! Só isso mesmo.

Terminei meu anúncio, voltando a me sentar na cadeira e sorrir para Calliope. É. Talvez a bebida tivesse me pegado um pouco.

VESTINDO
I hope you go to hell: you and your slut


You messed with the wrong blondie, motherfucker
OH YEAH? GAME ON, BITCH


avatar
Sage L. Hathaway
volei (u)

volei (u)

Mensagens : 48
Data de inscrição : 26/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Calliope Aisha El-Hashem em Dom Jul 10, 2016 4:31 pm

change of habit


-Sim, sei quem é ela. Ela é legal. -Olhei para Sage que me observava com uma cara de poucos amigos e eu deixei que uma risada escapasse de mim. -Calma, não dou razão para ela. Eu provavelmente já tinha quebrado a casa inteira.

Assim que entramos no restaurante, o cheiro de hambúrguer tomou conta de mim, e no momento que já estávamos sentadas, meu estômago decidiu cantar a canção do seu povo. Olhei para a moça e esperei que Sage fizesse seu pedido, logo fazendo o meu: uma salada com pedaços de carne e um chá gelado. Minha amiga subiu em cima da mesa e eu arregalei os olhos, cobrindo o rosto com a mão.

-Sage. Sage! -Eu sussurrava para a garota, apoiando o cotovelo na mesa e apoiando o rosto coberto na mão. Meus olhos encararam a mesa e eu dei uma risada, negando com a cabeça. A bebida definitivamente tinha subido à cabeça da minha amiga. Desci a mão para o meu queixo e olhei para a garota. -Ok, chega, senta aqui de novo.

Sorri e dei de ombros ao ouvir alguns garotos torcendo e gritando, e outros falando sobre o xerife de algum jeito. Dei um gole em minha água e encostei na cadeira, olhando para minha amiga. Eu realmente esperava que depois da comida ela melhorasse.

-Eu tenho uma novidade quando a questão da faculdade. Minha irmã voltou da Inglaterra com o marido, e ofereceram para eu, você e a Charlotte morarmos com eles. -Agradeci ao menino que colocou os pratos em nossa frente e peguei o garfo, já colocando um pedaço de carne com um tomate na boca. -Você vai adorar ela, Keith é completamente louca, e Jordan não é muito melhor que ela. Se você não quiser, tudo bem, você pode dormir no meu quarto da faculdade, mas eu acho que seria muito melhor.

A verdade era que eu estava louca para sair daquele quarto de faculdade. O colchão era fino, fedido, o armário era minúsculo e eu mal conseguia ficar dentro do quarto com minha colega, porque não cabia. Meus vestidos ficavam todos amassados, meus sapatos empilhados e, oh meu deus, não deixe que eu comece com aquele banheiro nojento. Veja bem, quando meu pai deixou que eu viesse para cá depois de Charlotte, ele sabia que não podia me dar nenhum tratamento especial e, apesar de ainda pagar tudo para mim, ele não tinha comprado um apartamento para eu dividir com Charlotte.

-Bem, ainda teríamos que passar essa semana na faculdade. -Levei o canudo aos meus lábios, tomando um pouco do doce chá. -Mas eu acho que seria ótimo. É mais perto da cidade, podemos vir juntas para a faculdade, já que nossos treinos coincidem e... -Levantei as mãos lhe abrindo um largo sorriso. -Você poderia até usar minhas roupas emprestadas. Milhões de meninos iam cair aos seus pés.

A proposta era indecente? Com certeza. Mas eu não ligava, na verdade, eu queria que fosse. Ia ser maravilhoso morar mais uma vez com Keith e agora levar minha melhor amiga de lado. As duas iam se dar tão bem e ia ser tão mais confortável que era completamente absurdo pensar que Sage pudesse não aceitar.

sage x VESTINDO x changes


layla ♣


i call the shots, darling
avatar
Calliope Aisha El-Hashem
lacrosse (u)

lacrosse (u)

Mensagens : 155
Data de inscrição : 22/06/2016
Idade : 19

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP] Hope It Gives you Hell

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum