{RP} After the Chaos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{RP} After the Chaos

Mensagem por Orion Böhrn Feuerschütte em Sab Jul 02, 2016 3:03 am

After the Chaos
NOME DA RP: After the Chaos;
PARTICIPANTES: Orion Böhrn Feuerschütte e Dimitri V. Forchhammer;
LOCAL: Quarto de Orion, casa dos Feuerschütte;
STATUS: Em andamento;
INTERAÇÃO: RP fechada para outros usuários.
OBSERVAÇÕES DA AMBIENTAÇÃO: Orion e Dimitri estão voltando da festa anual de Burkittsville, em que um assassinato e três sequestros aconteceram. Foram conduzidos por Henry von Wollenschlager, professor da universidade em que ambos estudam, apesar da mãe do Feuerschütte se encontrarem também na festa — e assim como Georgia e Thomas, seus irmãos, também não está em casa, para pânico de Orion. O motivo de ambos terem ido até ali foi por Orion ter entrado em choque e precisado de alguém para acompanhá-lo até sua casa.


Última edição por Orion Böhrn Feuerschütte em Ter Jul 05, 2016 7:49 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Orion Böhrn Feuerschütte
teatro (u)

teatro (u)

Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Dimitri V. Forchhammer em Dom Jul 03, 2016 11:17 pm

Say You Love Me
I need it more than your embrace
Depois de todo o ocorrido, Orion de certa forma entrou em pânico, tudo estava bem confuso. Havíamos deixado Sage com o pai e por fim seguimos até o carro de Henry. Eu não confiava muito nele, porém Orion o confiava nele, não tinha mais nada a fazer a não ser mesmo deixar ele me guiar. Seguimos até a casa de Orion e por fim chegarem em casa. — Pode deixar que eu cuido do Orion sozinho. Somos melhores amigos e nos entendemos melhor do que um adulto... Obrigado pela carona Sr. Wollenschlager — Fechei a porta e dirigi Orion até a sala, fazendo o mesmo snetar no sofá. Me inclinei sobre o mesmo e e por fim coloquei minha mão em seu rosto, fazendo o mesmo prestar atenção em mim. Meus olhos foram ao encontro do dele. — Você está seguro.. Não vou deixar ninguém te ameaçar ou nada. Nem que eu tenha que ferir gravemente a pessoa que te magoar! Estou aqui com você, se acalme — Levantei e sai daquele cômodo, procurando por fim a cozinha e pegar água para Orion. Ao achar a cozinnha trouxe rapidamente água para Orion e por fim me sentei ao seu lado.

Observei Orion se acalmar aos poucos, repousei sua cabeça em minhas pernas e ali fiquei fazendo carinho nele até ele melhorar por completo. — Você precisa ir tomar banho, eu vou te esperar aqui sentado, ok? — Sorri olhando pro mesmo enquanto ainda fazia carinho em seus cabelos. Peguei meu telefone e vi se tinha alguma mensagem, sim, existia muitas, inclusive uma delas era do meu pai. Bloquiei o telefone e por fim coloquei na mesinha que estava posicionada ao lado do sofá. — Posso dormir na sua casa hoje? Acho que meu pai não está muito alegre, aliais ele nunca está — Sorri e por fim inclinei minha cabeça e lancei um pequeno beijo no nariz de Orion.
avatar
Dimitri V. Forchhammer
cheerleaders (u)

cheerleaders (u)

Mensagens : 13
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Orion Böhrn Feuerschütte em Ter Jul 05, 2016 9:08 pm


just a drama, a big show

Eu era fraco. Nunca havia percebido, mas eu era — e do tipo mais repulsivo, odiável e escroto que se pode ser. Assim como eu, muitos vivem uma teia de mentiras sem se dar conta de quem é de verdade, mostrando-se apenas em momentos-chave, desses que nem mesmo o melhor artista mascararia suas emoções.

Foi exatamente o que aconteceu comigo. Ver o sangue do garoto fundir-se às águas densas do lago, ver um assassinato assim tão de perto, mexeu com algo dentro de mim que foi capaz de travar-me com maestria impressionante, transmutando-me numa verdadeira estátua, congelada num momento de horror. Não fosse por Dimitri, Sage e Henry, eu sequer teria saído de lá.

Meus amigos me carregaram para fora da baderna a tempo de ninguém me pisotear, separando-se quando Sage encontrou Calliope e quando Henry nos abordou, perguntando se queríamos carona. Eu já não estava mais em choque, mas continuava absorto demais para responder. Devo presumir que ele não havia visto meus beijos em Dimitri e julgado, também, que o fato de estarmos de mãos dadas era por puro medo, ou jamais teria oferecido carona para meu amigo também.

Particularmente, também não sabia por que Dimitri fazia questão de me acompanhar, mesmo que eu tivesse entrado em choque.

Ao menos não sabia enquanto íamos para a minha casa, mas o fato de ele dispensar Henry sob a desculpa que me entenderia melhor me fez iluminar as ideias, elencando um motivo: Dimitri iria cuidar de mim. Isso se provou quando ele tentou me acalmar já dentro da casa, afirmando que não deixaria ninguém me ameaçar. Eu queria abraçá-lo, mas, mesmo assim, meus músculos novamente pareceram não me obedecer, como se eu entrasse num segundo estado de choque momentâneo.

O fato capaz de quebrar tal torpor foi ele se ausentar. Respirei fundo como se nunca tivesse o feito antes e liberei o nó que doía em meu peito, fazendo lágrimas traçarem caminho por meu rosto. Eu abracei a mim mesmo. Continuava respirando fundo, ouvindo o eco das vozes dos assassinos sussurrar em minha mente as palavras de horror, enquanto, ao fundo, o assassinado berrava em agonia.

Novamente, outro fato quebrou meu segundo torpor, mas era um dos bons: Dimitri havia voltado, sentado-se ao meu lado e me oferecido um copo cheio de água. Só assim eu me acalmei. Ele falou algo que não ouvi direito, sobre eu precisar tomar um banho, e ainda perguntou-me se poderia dormir na minha casa aquela noite. Mal sabia ele que era tudo o que eu queria, que dormir estava longe dos meus planos se acabasse tendo que deitar-me sozinho em minha cama.

— Claro, pode... Eu não quero ficar sozinho. Eu não quero nem subir as escadas sozinho, Dimitri. Você... você viria comigo? — perguntei-lhe também, limpando as lágrimas que ainda desciam por minhas bochechas. Agradeci mentalmente cada carícia e cada segundo em que eu podia vê-lo ali, sentado ao meu lado. Agradecia por não estar sozinho. Agradecia por não ser o garotinho abalado e solitário que eu sempre costumei ser, escondido em meu armário; com Dimitri, eu parecia poder confiar em alguém, eu parecia realmente poder dizer que não estava abandonado.

Também peguei meu celular para checar ligações, mas não havia nenhuma, apenas mensagens; não quis abrir nenhuma por ser em suma maioria anônima, e eu não estava disposto a preencher a minha mente com mais pensamentos sujos.

— Eu acho que não tem ninguém em casa. O carro da minha mãe não está na garagem. Ela deve ter ido ao lago quando ouviu as explosões... Georgia e Thomas, eu não sei. Eu só... só vou tomar o banho e tento falar com eles. — Pausei, olhando fundo nos olhos de Dimitri. — Você... vem comigo, não vem?
avatar
Orion Böhrn Feuerschütte
teatro (u)

teatro (u)

Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Dimitri V. Forchhammer em Sab Jul 09, 2016 5:15 am

Say You Love Me
I need it more than your embrace
Orion me encantava de algumas formas, eu não sabia o certo, porém estava disposto a tentar encantar ele também. O mesmo já estava bem melhor e havia perguntado a mim se eu subiria as escadas com ele. — Sim, não te deixarei sozinho. Eu prometo! —. Orion havia pego o celular para checar mensagens e não deu importância para as mesmas assim como eu fiz. Ainda acariciava os cabelos de Orion quando havia dito sobre estar sozinho em casa. — Sim, ela parece estar vazia, não se preocupe, está protegido aqui dentro. Daqui a pouco sua mãe chega com eles e logo tudo ficará melhor, só vá lá tomar seu banho Orion. O banho vai ajudar você a ficar relaxado. — Disse olhando em seus olhos e dando um beijo em sua boca.

Orion havia por fim feito uma pergunta, se eu iria tomar banho com ele. Aquela pergunta fez meu coração desabrochar um pouco, estava tendo sentimentos, isso era importante para mim. — Irei sim, vamos.... — Subi com Orion, ele me guiou até o banheiro. Analisava Orion que estava permanecendo calado por todo o percurso da sala até o banheiro. O silência dele não estava me confortando, sabia que ele poderia ainda estar com as cenas que ele viu no lago. Apertei sua mão e o puxei para mim, dando um abraço bem apertado no mesmo enquanto levava meus lábios até sua testa e dando um beijo nele. Olhei calmamente para Orion e levei minhas mãos até seu rosto. — Nao precisa ficar mais com medo, eu estou aqui para ajudar e proteger você, ninguém lhe fará mal, nem que isso custe minha vida. —. Levei Orion até o banheiro e por fim me sentei na privada, via o menino entrar no box e por fim fechar a porta e logo retirar a roupa. Coloquei minhas mãos sobre a cabeça e suspirei, a cena do lago também não havia saído da minha cabeça, ver os policiais alí sofrendo, tudo me fez ter flashs de luzes do passado, quando papai recebeu uma ligação dizendo que mamãe havia sido ferida em um confronto.

Esta cena se repetia em minha mente, lembrei de quando havia chego no hospital e ter escutado os médicos conversando com papai, ela não tinha mais chances de continuar viva. Lágrimas saíam dos meus olhos quando novamente tornei a me lembrar dela se despedindo de mim, pedindo para que eu tomasse conta do papai, que não deixasse ele cometer maluquisses. Sorri e fechei meus punhos, levando o mesmos até minha boca e encostando meus dentes como se fosse morder minhas mãos. Orion ainda etsav tomando banho e eu jamais poderia deixar de fazer ele me ver chorando. Levantei e por fim abri a torneira da pia, começando a lavar rosto. — Se quiser, posso tentar ligar para eles. Eu vi que eles não estavam na festa, quer dizer, eu não cheguei nem a reparar nisso... — Suspirei. — Vou tentar telefonar para eles, vou estar ma porta do banheiro, qualquer coisa só me chame.  — Saí do banheiro e fechei a porta, peguei meu celular e então fui verificar minhas mensagens e ver se havia alguém que tinha o número da mãe ou dos irmãos de Orion.
avatar
Dimitri V. Forchhammer
cheerleaders (u)

cheerleaders (u)

Mensagens : 13
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Orion Böhrn Feuerschütte em Seg Jul 18, 2016 3:16 am


just a drama, a big show

Ouvir que ele não me deixaria sozinho me tranquilizava. Ter alguém tranquilo e forte para me dizer que tudo ficaria bem me parecia um Norte adequado, como se tudo o que eu precisasse naquele momento fosse o seu beijo carinhoso e a sua voz melodiosa acalmando-me a cada segundo que ressoava em meus ouvidos. Não se preocupe, está protegido aqui dentro, ainda podia ouvi-lo dizer.

Eu sentia que nunca poderia ser capaz de reproduzir aquilo para alguém, porque sequer conseguia me proteger de mim mesmo, do meu medo. E também sentia que nunca seria capaz de pagar a Dimitri por cada letra dessas frases e por cada segundo que levou para dizê-las.

Mesmo recente, eu estava muito feliz em tê-lo.

Mas não era nisso que eu pensava enquanto guiava Dimitri escadaria acima. Lembro-me bem e com nitidez: eu pensava na minha família. Me doía não saber onde eles estavam, com quem estavam e se permaneciam bem ou não. Ali, percebi que meu pânico passaria a dividir espaço constante com todos os meus outros constantes e confusos sentimentos, caso tudo não fosse resolvido. Sair de casa seria um desafio; ir às aulas, às festas... a cada atividade julgada normal, o meu pânico estaria sussurrando sua energia em meus ouvidos, fazendo-me temer cada passo dado.

Dimitri parecia farejar isso. De inesperado, ele puxou-me para si e me envolveu num abraço em que eu me entreguei, apenas soltando-o quando ele pareceu indicar um afastamento — movimento que foi unicamente feito para me dar um beijo molhado na testa, descobri frações de segundo depois, o que precedeu outra de suas falas tranquilizadoras.

— Eu fico seguro com você aqui, não se preocupe com isso. Sei que com você eu não estou sozinho... no sentido mais abstrato da palavra, e no mais concreto também — respondi como se houvesse ensaiado. Era estranho saber que essa adequação da minha fala era tão inerente à minha vontade mesmo num momento daqueles.

Entrementes, isso parecia se confundir às vezes, ludibriando a mim mesmo e a quem eu falava, como se minhas palavras tivessem vida própria e resolvessem por vezes adotar sentidos independentes da minha vontade. Foi o caso quando meu ele, após a minha resposta, entrou junto de mim no banheiro, sentando-se sobre a tampa do vaso e me encarando.

Não sei bem se ele entendeu que só precisava subir comigo, mas parecia esperar que eu tomasse banho com ele ali, secando-me com um olhar tenso. Era um mar de boas intenções, porém um tanto quanto exageradas.

Achei que seria rude mandá-lo sair e somente por isso eu entrei no box de vidro, felizmente fosco até a metade — borrando, assim, a visão do meu eu sem as roupas de baixo que Dimitri poderia ter —, removendo cada peça de roupa logo em seguida e pendurando-as em ganchos pelas paredes.

Mesmo sabendo que ele não veria nada, não contentei-me em ficar de frente para ele, resolvendo dar as costas assim que liguei a água quente. Deixei-a encontrar caminho por meu corpo enquanto deslizava minhas mãos sobre ele, mais absorto e deixando-me no automático do que realmente atento ao que fazia. Meu pensamento voava, e isso até era bom para evitar possíveis acidentes... corporais, por assim dizer. Ter Dimitri a poucos metros era o mais próximo que alguém havia chegado de mim enquanto eu estava sem roupa alguma.

Entretido, quase virei-me para ele quando rompeu o silêncio instaurado, dizendo para mim que não havia visto-os na festa e que poderia tentar ver se estavam bem, ligando para eles. Eu concordei quase que silenciosamente. Aproveitei que ele saiu, permanecendo na porta do banheiro, e corri com o que fazia, retirando a espuma com a ajuda da água e secando-me muito rapidamente.

Praguejei mentalmente quando notei que não teria roupas para vestir ali mesmo, tendo que sair enrolado em uma toalha. Após fazê-lo, arrumei meu cabelo mirando-me no espelho, coloquei minhas roupas no cesto e abri a porta, encontrando o garoto de costas, chegando impacientemente seu celular.

— Eu já faço isso no meu, não se preocupe — foi a minha vez de tranquilizá-lo. — Preciso ir me vestir. E estou melhor, mais calmo... mas ainda não quero ficar sozinho.

Dimitri entendeu a mensagem. Juntos, caminhamos até o meu quarto, comigo segurando firme a toalha com medo de fazê-la cair enquanto rumava ao guarda-roupas. O garoto convenientemente sentou-se na cadeira da minha escrivaninha, aproveitando que ela permitia voltas e repentinamente interessando-se pela parede. Foi a minha deixa. Pegando um conjunto de peças e jogando sobre a cama, vesti rapidamente a minha cueca, dispensando a toalha e colocando a parte de baixo do pijama, ainda de costas para meu acompanhante. Enquanto colocava a parte de cima, olhei de soslaio para ele, que fazia o mesmo comigo. A quanto tempo ele estava olhando, afinal?

Pigarreei, baguncei meu cabelo e sentei-me na borda da cama, de frente para ele. Ousei elaborar um sorriso. O garoto que momentos antes não passava de um "amigo de vista" havia se tornado um enorme pilar para que eu me apoiasse, fazendo as cartilhas em minha mente terem uma confusão quando tiveram que atualizar seus dados. Dimitri Forchhammer, de mero amigo a pilar de sustentação.

— Então... aquilo com o seu pai, quando você tentou tirar a Anastasia de perto da Sage, era verdade? Você me disse que ele quase nunca está de bom humor, mas isso é bem menos do que você berrou para ela — soltei na desesperada tentativa de conseguir um assunto. — Vocês têm mesmo uma relação complicada?

avatar
Orion Böhrn Feuerschütte
teatro (u)

teatro (u)

Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Dimitri V. Forchhammer em Seg Ago 15, 2016 12:07 am

Say You Love Me
I NEED IT MORE THAN YOUR EMBRACE
Orion tinha um jeito que somente dele que me encantava de alguma forma. Ainda estava notável que ele ainda estava sentindo certo medo, porém aos poucos e percebia que estavam se esvairando ao pouco de sua memória aquela cena bizarra da festa. Orion saia do banheiro somente de toalha, sorri quando o mesmo saiu do banheiro e disse sobre se vestir. Não cheguei a obsevrar seu corpo, achava normal ver meninos de toalha, já era normal conviver com isso diariamente vendo os meninos da natação e do meu próprio grupo assim no vestiário.

Havia entendido a mensagem de Orion com sucesso, ele não queria ficar sozinho em momento nenhum. Ao chegar no quarto do menino, sentei-me na cadeira de sua escrivaninha e ali fiquei ainda a observar meu celular. Observei que o mesmo havia se apressado a colocar a parte de baixo de seu pijama, sorri e entao coloquei meu celular na escrivaninha e virei a cadeira dando duas voltas e ao término analisei Orion que havia me observado de soslaio. O observei sentar na borda da cama, de frente para mim.

— Não gosto muito de falar sobre assusntos assim, porém é verdade, ele meio que não se dá bem comigo.

Meu celular havia vibrado, era uma mensagem no grupo dos Cheerladers. Sorri com uma brincadeira que eles postaram no grupo sobre um dos meninos e voltei a bloquear meu telefone e colocar sobre a escrivaninha. Analisei Orion e dei um sorriso para o mesmo levando uma de minhas mãos até seu cabelo e bagunçando o mesmo e com a outra, puxei sua orelha sem muita força como brincadeira.

— Está tudo bem com você? Está se sentindo melhor? Espero que esteja mesmo, não quero ver você ainda assustado, sei que essa noite foi díficil mas tente apagar isso de sua memória. Coloque memórias boas que logo o medo e o nervosismo vai embora. Quando eu e o meu grupo estamos em competição, nós ajudamos um ao outro, e para se desfazer do medo, nós pensamos em coisas boas. Sonhos, uma comida preferida, essas coisas. Isso nos ajuda bastante.

Revirei minha cadeira novamente e por fim retornei a posição que estava antes, de frente para Orion. Pisquei para o mesmo ainda sentado na cadeira. Olhei para o quarto e ao redor dele e novamente olhei para Orion.

— Gostei dessa decoração, achei ela o máximo...
avatar
Dimitri V. Forchhammer
cheerleaders (u)

cheerleaders (u)

Mensagens : 13
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Orion Böhrn Feuerschütte em Qui Ago 18, 2016 3:33 am


just a drama, a big show

A resposta foi curta, mas não grossa. Não gosto muito de falar sobre assuntos assim, dizia ele. E talvez já não fosse o melhor para a ocasião, tendo acontecido o que aconteceu na festa. Aos olhos de qualquer um, Dimitri poderia estar soando frio, ignorando o trauma que muitos tiveram horas antes — que eu tive, também —, mas aos meus olhos ele soava forte. Forte como eu queria ser. Pois por dentro eu estava desmoronando a cada segundo, ouvindo os gritos de agonia do garoto esfaqueado, ouvindo as risadas dos seus assassinos, sentindo a onda de choque ao ver aquela cena com meus próprios olhos se alastrar aos poucos e remontar aquele show de horrores.

Em seu lugar, eu estaria tão apavorado quanto qualquer outro. Em seu lugar, eu não conseguiria apoiar ninguém; era mais provável que eu sim precisasse de apoio, de todo o apoio possível, como o que ele estava dando. E não era só estar comigo: era sorrir confiante, era me dizer o que fazer sempre que eu soasse perdido, era bagunçar o meu cabelo ou puxar a minha orelha para dizer "ei, eu estou aqui, está tudo bem".

— Eu estou bem, estou melhor. Ao menos já consigo pensar direito. E me mexer, também... — falei, um pouco mais confortável. Ele estava tentando me induzir a pensar em coisas boas, como sonhos ou uma comida preferida. A minha era bolo de cenoura com cauda, mas não conseguia desvincular líquido nenhum do sangue daquele garoto espalhando-se pela água. Talvez ele tenha notado a minha cara de desconforto, porque voltou à sua cadeira e mudou o tópico da conversa. O foco atual? Decoração.

— É... eu também gosto dela, fala da minha personalidade... — deixei escapar. E falava mesmo: as pinturas nas próprias paredes, feitas por mim, eram indistintas como uma boa arte abstrata, em tons de azul, vermelho, roxo e cinza, além do branco que já era o fundo. Também havia quadros de cenas famosas no cinema, ou mesmo remontagens minhas de Shakespeare. No chão, nada além do piso muito bem encerado e de uma eventual peça de roupa, porque a organização realmente não era comigo. — Eu que pintei as paredes, na verdade. Minha mãe quis me matar por isso. Mas não pintou, deixou como estava; deve ter andado cansada demais para se dar ao trabalho.

E mesmo falando aquilo, parecia ser no automático. As informações simplesmente saíam. Se estivesse bem, não teria falado um terço do que falei, ou não teria hesitado na fala. Era como se eu tivesse decorado um texto, passado por um estresse e me esquecido do que deveria falar, acabando por improvisar um ato da maneira mais pobre que eu pude.

Precisava dormir.

Perceber isso me fez lembrar que Dimitri dormiria ali... e que não havia quarto de hóspedes ou uma segunda cama disponível para ele. Um pequeno pânico independente do de mais cedo cresceu na minha mente, fazendo-me levantar bruscamente no meio da conversa. Dimitri havia parado de falar.

— Você... se importa de dividir a cama comigo? Ela é grande e não sou espaçoso. É que não temos quarto de hóspedes, e não acho justo que durma no chão ou num sofá.

Podia parecer malicioso, mas eu esperava que ele não achasse aquilo. Havíamos ficado na festa, havíamos nos envolvido a ponto de estarmos juntos na minha casa depois do ocorrido, e já éramos, em tese, amigos antes, mas eu não o encarava como um par romântico àquela altura. Eu não teria condições mentais. Ainda assim, o pensamento de dividir a cama com alguém que desejei horas antes fazia um rubor correr pelo meu rosto e me fazer querer morrer.

— Digo, eu não estou te fazendo uma proposta indecente nem nada... Eu só... — e parei. Fechei a minha boca, respirei fundo e cravei meus olhos nos dele. O que diabos eu estava falando? Podia sentir o suor correndo por minhas têmporas somente pelo nervosismo, e podia sentir o desconforto que as minhas palavras tinham causado. Eu definitivamente precisava dormir e calar a minha boca, definitivamente. — Devo estar parecendo um idiota. Desculpa. Vou pegar algo confortável para você vestir, devo ter algum pijama novo no meu guarda-roupas. Só um segundo...
avatar
Orion Böhrn Feuerschütte
teatro (u)

teatro (u)

Mensagens : 18
Data de inscrição : 28/06/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP} After the Chaos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum